Assine nosssa newsletter

ABARE firma termo de cooperação com BRB para auxiliar profissionais do turismo durante pandemia

Secretaria de Turismo também fez parte do momento; o objetivo é dar apoio financeiro a profissionais e empresas do turismo receptivo

N

a última quarta-feira (3), o presidente da Associação Brasiliense de Turismo Receptivo, Reinaldo Ferreira, a secretária de turismo do Governo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, o chefe de gabinete do vice-governador, Paulo Chaves, e o presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Costa, se reuniram para unirem esforços em prol do segmento de turismo receptivo, tão afetado com a pandemia da covid-19.

A reunião ocorre após profissionais de transportes receptivos e turísticos ocuparem faixas, no último dia 28, na Esplanada dos Ministérios, durante uma carreata para cobrar apoio do GDF ao setor, durante a pandemia do novo coronavírus. Durante a reunião, foi assinado um termo de cooperação com o BRB, válido por seis meses, podendo ser prorrogado. O objetivo é trazer um fôlego financeiro aos profissionais e empresas que trabalham com o segmento e estão sofrendo com toda a paralisação das atividades.

Agora, com o termo, linhas de crédito serão disponibilizadas com taxas especiais para os associados da ABARE. Para o presidente da associação, essa linha de crédito representa uma conquista importante para toda a categoria. “Alguns associados estavam enfrentando dificuldade em conseguir um acordo com o banco, sem acessar o aplicativo ou conseguir um atendimento em uma agência presencialmente. Mas agora será mais fácil, com taxas flexíveis”.

O convênio prevê oferecer atendimento e condições diferenciadas de acesso aos produtos e serviços do BRB para os filiados da ABARE. Entre as determinações anunciadas no encontro desta quarta-feira, o banco anunciou também que direcionou uma agência específica para as demandas do setor. Trata-se da agência JK, próximo ao Setor Hoteleiro Norte.

“A ABARE reconhece que isso facilitou ainda mais para os transportadores irem até o local e tirarem todas suas dúvidas, apresentar a documentação necessária”, comenta Reinaldo. Apesar da conquista, o presidente acentua que este foi apenas uma passo. “Em nossa reunião discutimos ações para uma parte da nossa categoria, agora vamos atrás das demais”.

Como se associar à ABARE

Para os profissionais do setor de turismo receptivo da capital que ainda não se associaram à ABARE, o momento nunca foi tão importante. “Temos que nos unir ainda mais para buscar nossos direitos. Com a associação lutamos diariamente por melhorias no nosso setor, sejam elas regulatórias ou operacionais”, destaca Reinaldo.

Sem comentários ainda.

O que você achou?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *